Blog da Salwa - Notícias e Eventos da Cidade

11.27.2014

Empresa troca janelas de avião por telas com vista panorâmica

Ciência e Tecnologia



(Foto: Divulgação)(Foto: Divulgação)
Você que sempre disputava aquele lugar na janela do avião não terá mais esse problema. A empresa inglesa Centre For Process Innovation (CPI) criou um moderno projeto que elimina as janelinhas dos aviões atuais e instala telas flexíveis de Oled (um material mais fino e que usa menos energia do que o LCD e o plasma), permitindo que o passageiro aproveite uma vista panorâmica de fora da aeronave. Segundo a empresa, a tela pode ser desligada.
“Você tem total flexibilidade para colocar as telas onde quiser. Você pode colocar as imagens na lateral do seu assento, pode optar por colocá-la na frente da cadeira, escolher as imagens das câmeras ou não ter visão alguma de absolutamente nada”, enumerou Jon Helliwell, um dos responsáveis pelo projeto, ao jornal inglês The Guardian
(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)
A ideia futurista pode fazer com que algumas pessoas associem a nova tecnologia a um gasto maior de energia, mas os técnicos da CPI garantem que o resultado será exatamente o oposto. De acordo com Helliwell, ao retirar as janelas do avião, a fuselagem se tornará mais fina, o que significa uma redução maior no peso da aeronave. A consequência seria a diminuição do combustível gasto e da emissão de CO2.
Segundo a CPI, 3,1 bilhões de pessoas viajam por ano no mundo todo, gastando 220 mil galões de combustível e produzindo 705 milhões de toneladas de CO2. Para cada 1% de redução no peso da aeronave, são economizados 0,75% de combustível.

Os males do excesso de açúcar para a pele

pelebrancaPele opaca e sem vida pode ser sinônimo de
excesso de açúcar
Diariamente você passa um sem número de cremes no rosto e não fica satisfeita com sua pele? Ela acorda opaca, sem viço ou elasticidade, as rugas não diminuem, erupções como pequenas espinhas aparecem todas as semanas e as manchas são cada vez mais visíveis? Dá até vontade de jogar todo o arsenal de produtos no lixo, né? Calma! O que pode estar ocorrendo é a ingestão exagerada de açúcar.
Quando isso acontece, inicia-se a glicação, um processo nocivo para o organismo. A glicose adere às proteínas circulantes no sangue que possuem um potencial para atrair moléculas de oxigênio formando os chamados AGEs – Advanced Glycotion end Products. Daí o envelhecimento precoce da derme.
O bom de saber logo se isso ocorre em seu organismo é que há como combater o agente sabotador de uma pele linda. “Quanto antes o cuidado com a pele for iniciado, menor será o impacto no envelhecimento. De modo geral, os AGEs podem ser combatidos através de dieta, suplementos e produtos tópicos”, diz Marcela Frias, nutricionista da Clínica Dicorp.
Reduzir a ingestão de açúcar também quer dizer cortar do cardápio, além do produto refinado, os carboidratos simples que se transformam em glicose. Recentemente, Giovanna Lancellotti declarou que tirou o açúcar da dieta, perdeu quatro quilos e mantém a pele lindinha. Ok, pode-se dizer que ela é nova e tal, e que com 20 anos é fácil. Mas o que dizer da pele cintilante de Halle Berry, aos 46, e Michelle Pfeiffer, aos 55 anos? As estrelas hollywoodianas também dizem não ao acúcar e ao carboidrato. “Para prevenir a glicação, deve-se diminuir a ingestão de carboidratos simples com alto índice glicêmico, como açúcares e doces, arroz branco, pão branco, macarrão, batata e massas em geral, e dar preferência aos carboidratos complexos de baixo índice glicêmico e ricos em fibras, como arroz e pão integrais, aveia, linhaça, chia, quinoa, feijão, soja, grão de bico, verduras e frutas com casca”, enumera Marcela.
Os efeitos da glicação, segundo o dermatologista Júlio César Nogueira, do W Spa, começam a aparecer entre os 30 e 35 anos. “Por isso, a construção de novos hábitos alimentares, associados a um estilo de vida saudável, podem ser considerados fatores antiage, pois irão fornecer mais antioxidantes ao sistema, responsáveis por combater as toxinas e evitar os processos inflamatórios”, alerta.
(FONTE: Ego)

Veja dez produtos de beleza que não saem de moda

Sabe aquela história de panela velha é que faz comida boa? No mundo da beleza, a máxima também tem lá seu lugar. A cada estação, o mercado apresenta diversos novos produtos que prometem grandes efeitos. Mas, em meio a tantas inovações, ainda existem aqueles que resistem ao tempo e seguem tendo consumidores fiéis.
A dermatologista Denise Barcelor, da CD Clínica Dermatológica, comentou, a pedido do site, os benefícios de dez dos produtos mais tradicionais do mercado. Confira!
(Reprodução/Ego)
(Reprodução/Ego)

Obesidade já custa ao Brasil 2,4% do PIB, diz estudo

Estudo mostra o aumento dos gastos no combate ao problema no mundo. (Foto: PA/BBC)Estudo mostra o aumento dos gastos no combate ao problema no mundo. (Foto: PA/BBC)
A obesidade custa ao Brasil 2,4% do Produto Interno Bruto (PIB), segundo um estudo internacional conduzido pelo McKinsey Global Institute, que mostra o aumento dos gastos no combate ao problema no mundo.
O custo equivale equivaleria a R$ 110 bilhões, considerando o PIB – a soma de todas as riquezas produzidas em um país – brasileiro em 2013 (R$ 4,8 trilhões).
No mundo, 2,8% de todas as riquezas são gastos no enfrentamento da obesidade. Isso equivale a cerca de R$ 5,2 trilhões, afirmam os pesquisadores.
O custo mundial da obesidade é quase o mesmo de doenças decorrentes do fumo ou perdas em consequência de conflitos armados – e tão relevante quanto o alcoolismo e as mudanças climáticas.
No Brasil, a obesidade é o terceiro de uma lista de problemas de saúde pública que mais pesam na economia, atrás de mortes violentas e alcoolismo, mas na frente de tabagismo.
De acordo com a McKinsey, 2,1 bilhões de pessoas – cerca de 30 % da população do mundo – estão acima do peso ou obesos.
A McKinsey afirma que em 2030, cerca de 50% da população poderá ser classificada como obesa, um percentual que o Brasil já atingiu.
Levantamento do Ministério da Saúde revela que 51% da população brasileira está acima do peso.
‘Pedágio’
O relatório afirma que existe um crescente “pedágio econômico” decorrente da obesidade: os custos financeiros impactam não apenas o setor de saúde pública, mas se distribuem amplamente na economia. Ao provocar doenças, por exemplo, a obesidade diminui os dias úteis e afeta a produção.
O estudo afirma que estas medidas são mais eficazes do que impostos sobre alimentos ricos em gordura e açúcar, ou campanhas de saúde pública.
Também foram considerados programas de controle de peso e de exercícios no ambiente de trabalho. O relatório pede “uma estratégia de escala” para uma realidade “que está alcançando proporções de crise”.
Uma pessoa é considerada obesa se tiver excesso de peso combinado a um elevado grau de gordura corporal.
A maneira mais comum para avaliar se uma pessoa é obesa é verificar seu índice de massa corporal (IMC), que divide o peso em quilos pela altura em metros ao quadrado.
Um IMC acima de 25 significa excesso de peso. Um IMC de 30 a 40 equivale a obesidade. Indivíduos com IMC acima de 40 são considerados muito obesos.
Na mão oposta, um IMC menor que 18,5 significa abaixo do peso ideal.

Gleide Santos firma parceria com a Caixa Econômica Federal e garante agência bancária exclusiva para servidores públicos de Açailândia

Caixa (1)

Decerramento da placa de inauguração da agência exclusiva dos servidores públicos de Açailândia…
Açailândia - Cumprindo mais uma das metas de seu plano de governo no que concerne á valorização do servidor público de Açailândia, a prefeita Gleide Santos firmou parceria com a Caixa Econômica Federal que vai dar garantias de um melhor acesso à rede bancária no que se dizem respeito ao atendimento, financiamentosempréstimos, acesso à casa própria, reforma de residências e até compra de veículos.
Ao tomar a decisão de transferir as contas da prefeitura de Açailândia para a Caixa Econômica Federal, a prefeita Gleide Santos sofreu severas críticas por parte dos servidores públicos, e, com certa razão, pois a instituição bancária não oferecia estruturas para atender a demanda que já era precária no Banco do Brasil – Foi apenas mais uma quebra de paradigma do governo Gleide Santos, pois a transferência estava condicionada a inúmeros benefícios ao servidor público como ampliação do autoatendimento que apesar de ter acontecido com atraso, hoje é outra realidade. Outro benefício foi à diferenciação na taxa de juros para financiamentos, e por último, e essa uma grande surpresa, a abertura de uma agência exclusiva para o servidor público de Açailândia - A inauguração da nova agência bancária aconteceu na tarde desta terça-feira (25), às 17h.
Caixa (2)
A nova agência que recebeu o nome de PA AÇAILÂNDIA, está localizada à Rua Rio Grande do Norte S/Nº, no centro da cidade ao lado da Secretaria Municipal de Educação, e funcionará das 10h às 15h nos dias úteis, e Auto Atendimento das 07h ás 22, de segunda a domingo para atendimento especial aos servidores públicos e à população.
O evento bastante disputado contou com a ilustre presença da prefeita, Gleide Lima Santos (PMDB), do superintendente regional da CAIXA, Dr. Hélio Luiz Duranti, do Gerente da Agência de Açailândia, e de diversas autoridades e servidores municipais.
A nova unidade além de atender as condições impostas pela prefeita Gleide Santos para que instituição seja detentora das contas da prefeitura de Açailândia, também está alinhada a um dos objetivos da CAIXA que é ter excelência no atendimento, valorizando a satisfação e a comodidade dosclientes.
Caixa (3)
A aconchegante agência, anexa á Secretaria Municipal de Educação obedece também ao modelo atual de ergonomia e modernidade e terá a disposição dos clientes um gerente próprio e alguns funcionários para melhor atender os servidores públicos e a população, com modelo de sinalização interna adequado ao padrão de atendimento privativo nos guichês de caixa, além de um moderno padrão visual totalmente funcional para facilitar o direcionamento e a movimentação dos clientes.